Análise IoT na Indústria Reduz Perdas no Processo Produtivo

artigo-04-abril

Adotar análises IoT na indústria permite entender o funcionamento das máquinas, identificando eventos que podem afetar a produção, além de oferecer informações sobre os ativos em todo o processo produtivo. Com a capacidade de monitorar dados em qualquer horário e local, ações podem ser implementadas rapidamente, evitando ociosidade produtiva. Também impede que uma falha cresça e se torne um problema de grande escala. 

Com essas análises, a adoção de indicadores de desempenho, em especial o OEE – Overall Equipment Effectiveness (Efetividade Geral do Equipamento), ganha maior eficiência. Isso porque o IoT detalha informações relevantes dos ativos em tempo real e com agilidade. Acompanhe neste post como a análise IoT na Indústria ajuda a evitar as 6 principais perdas, medidas por OEE, e que levam à queda na produção. 

Análise IoT na Indústria Aumenta a Produtividade 

O Overall Equipement Effectiveness é um indicador-chave de performance. Considerado uma ferramenta de excelência para monitorar e melhorar o índice de eficiência no processo produtivo, o OEE avalia a disponibilidade, desempenho e qualidade dos ativos. Em cada um desses itens analisados, existem dois pontos que exigem identificação, bem como correção ágil, para evitar perdas. Acompanhe: 

  1. Disponibilidade: falha no equipamento, configurações e ajustes; 
  2. Desempenho: paradas menores e velocidade reduzida; 
  3. Qualidade: defeitos de processo, rendimento reduzido. 

A análise IoT na Indústria facilita a identificação dos 6 pontos de perda na produção, o que significa maior produtividade, maior vida útil dos ativos e, claro, redução de custos. Acompanhe na sequência as 6 perdas avaliadas em OEE e veja como podem ser evitadas, ou minimizadas, com IIoT. 

1 – Redução de Falhas do Equipamento

O tempo de inatividade em função de equipamentos quebrados é a principal fonte de perda de produtividade. análise na Indústria reduz a paralisação não planejada, ajudando os gestores a monitorarem os equipamentos, mantendo-os em pleno funcionamento. uso de algoritmos para identificar cenários que geralmente precedem uma falha torna as fábricas mais inteligentes, com a adoção de serviços preditivos.  

A manutenção do equipamento antes que ele deixe de funcionar melhora o tempo médio entre falhas. Isso porque minimiza a interrupção com quebras que causam efeitos em cascata e se transformam em grandes perdas de produtividade. Ter as informações certas ajuda a equipe de manutenção a preparar as peças, ferramentas e conhecimentos corretos, reduzindo o tempo de reparo e evitando retrabalho.  

Nem todos os problemas podem ser previstos, mas uma identificação rápida e o conhecimento real da situação, minimizam a interrupção, auxiliando em um reparo rápido. 

2 – Minimizar a Necessidade de Configurações e Ajustes

Assim como a perda anterior, esta perda de OEE afeta a disponibilidade dos ativos. Contudo, as pausas planejadas para configurações, trocas e ajustes são importantes. Sendo assim, a saída é usar as informações proporcionadas por IoT para reduzir ao máximo essas paradas, bem como torná-las mais ágeis quando necessárias. 

IIoT ajudará a rastrear a frequência e duração reais desses eventos, além de permitir identificar anomalias ou tendências que podem indicar problemas ou oportunidades de melhoria. Com dados confiáveis e em tempo real, o gestor terá acesso a insights que vão colaborar para tornar essas providências mais eficientes e rápidas. 

3 – Minimizar as Paradas Menores

Primeiramente, o IoT vai reduzir a necessidade de ajustes no processo, marcando as especificações com mais precisão, com base na análise do desempenho anterior. Além disso, também pode fornecer insights sobre quais ativos exigem mais paradas e usar o aprendizado de máquina para identificar as causas que podem ser corrigidas. Finalmente, a análise IoT pode identificar preventivamente situações que podem causar pequenos atrasos, resolvendo-os antes que afetem a produtividade. 

4 – Evitar Velocidades Reduzidas

IIoT identifica maneiras de operar em capacidade total sem causar interrupções, permitindo identificação rápida de problemas devido à falta de latência. Os tempos de ciclo lentos são frequentemente devidos a falhas de equipamento. A análise leva à uma identificação proativa e permite que a máquina permaneça nas melhores condições de operação.  

Todavia, velocidades lentas também podem ser consequência de um processo de produção abaixo do ideal, que pode ser identificado. Além disso, também é possível corrigir problemas com uma atualização remota da configuração do equipamento ou controles para melhorar sua performance, bem como transformar seu negócio. 

5 – Reduzir Rejeitos da Produção

Os defeitos do processo prejudicam o rendimento da produção lucrativa, desperdiçando tempo e materiais. A análise loT desempenha um papel significativo na melhoria do rendimento e na redução do desperdício, por meio do monitoramento da produção em tempo real. Por exemplo: o IloT pode monitorar dispositivos de medição automatizados e detectar rapidamente uma produção fora das especificações 

Além do mais, pode garantir que as configurações do equipamento estejam corretas. Assim, identifica tendências ou desvios de especificações e faz os ajustes para que a produção fique dentro das tolerâncias.  

Também pode ajudar a fornecer informações valiosas para garantir a qualidade do processo produtivo. Finalmente, a Análise loT na Indústria “fecha o ciclo”, fornecendo informações reais, visando melhorias que vão da produção à satisfação do cliente. 

6 – Minimizar o Rendimento Reduzido

A última perda de OEE, rendimento reduzido, está intimamente relacionada aos defeitos do processo. Normalmente são perdas não relacionadas a problemas operacionais como, por exemplo, falhas na inicialização do processo ou de configuração. Com a Análise loT, o gestor e toda a equipe têm maior visibilidade da produção, identificando tendências e anomalias. Assim, as soluções são mais rápidas, garantindo maior qualidade da operação. 

Vale lembrar que os resultados obtidos com o aperfeiçoamento do processo produtivo melhoram a lucratividade da organização e, como consequência, os seus resultados. 

Agora que você conhece as seis principais perdas de produtividade, descubra como garantir todos os benefícios da Análise IoT na Indústria.  

Converse com os especialistas da Tenbu! 

Compartilhar conteúdo

jornada Data Driven

Business Analytics

Tenbu Self Services Analytics

Data Storytelling

Ciência de Dados

Modelos de Machine Learning

Machine Learning para Supply Chain

jornada Cloud Computing

Azure

AWS

IBM

Indústria inteligente

Eficiência Energética

Redução de falhas

Manutenção Preditiva

IoT

Governança de dados e LGPD

LGPD OneTrust

Visão Integrada de Produtos e Clientes