Não é nenhum segredo que as organizações estão nadando em dados. Quando você não é um especialista em dados, é fácil se perder no mar de informações.

Um painel útil e bem projetado faz toda a diferença.

Os painéis de controle permitem que até mesmo os usuários menos experientes em tecnologia tomem melhores decisões de negócios. Porém, ao criar um painel, simplesmente não é suficiente listar todos os dados considerados relevantes.

Depois de construir uma base sólida para quais métricas o usuário deve rastrear, você terá que determinar as visualizações mais eficazes. O painel perfeito requer um equilíbrio entre psicologia e melhores práticas.

 

Princípios de Interpretação

Nos anos 1900, a Escola Gestalt de Psicologia estudou a percepção humana através de uma série de experimentos. Encontrou seis princípios para a interpretação fácil da informação:

Proximidade
Nossos cérebros podem agrupar vários elementos ou formas que estão localizados próximos uns dos outros.

Similaridade
Quando os objetos são semelhantes em forma, tamanho, cor ou orientação, nossos cérebros os correlacionam mesmo quando não estão agrupados.

Recinto
Percebemos que os objetos fazem parte de um grupo se estiverem cercados por uma borda.

Encerramento
Quando uma figura está incompleta, nosso cérebro criará regiões e preencherá os elementos que faltam.

Continuidade
Percebemos que os objetos alinhados são um corpo ou série contínua.

Conexão
Objetos ou formulários, conectados por uma linha, serão vistos como um par ou grupo.

Estes princípios são um excelente ponto de partida para o design de painéis. Quanto melhor você entender como o cérebro interpreta as informações, mais claro você pode fazer as visualizações de dados no seu painel.

 

Práticas recomendadas para o layout do painel

Os painéis devem exibir apenas informações relevantes, por isso, além de considerar os princípios da Gestalt, é importante se atentar a alguns elementos para uma melhor objetividade, como:

Uso excessivo de cores
Não é necessário usar todas as cores do arco-íris, o colorido pode causar confusão. Além disso, evite cores muito semelhantes. Se estiver usando tons da mesma cor, verifique se eles são diferentes o suficiente para que possa distinguir rapidamente os dados.

Logotipos
A menos que compartilhem o painel com parceiros externos, os usuários não precisam ser impactados por sua marca. Incluir o logotipo da empresa ocupa apenas espaço, que pode ser usado para algo mais importante.

Navegação
Se você precisar dividir os dados em várias janelas ou usar barras de rolagem para exibir um gráfico completo, correrá o risco de os usuários perderem informações importantes.

 

Exibição

Um fator significativo a ter em mente ao criar um painel é onde ele será exibido. Analise, por exemplo, se o painel será compartilhado com usuários individuais em seus próprios computadores ou se em uma tela de TV em uma sala de conferências de um escritório.

Outras considerações que se deve observar em relação a esta exibição, são:

Elementos 3D
Os gráficos em terceira dimensão parecem ser uma boa ideia para adicionar um pouco de entusiasmo. No entanto, as cores, sombras e inclinação do eixo podem facilmente distorcer a interpretação dos dados. É melhor manter o painel mais simples, portanto, permanecer em 2D.

Linhas guia e bordas
Devem ser usadas com parcimônia, quando o contexto é absolutamente necessário.

 

Design e Legibilidade

Confira alguns itens de design que podem afetar a legibilidade e consequentemente a compreensão correta dos gráficos:

Precisão excessiva
Dependendo do usuário final, números precisos podem distrair ou sobrecarregar. Métricas arredondadas e detalhes simplificados podem ser mais apropriados para o painel.

Consistência
Com painéis, a consistência é fundamental para facilitar a navegação. Manter funções, filtros e outras opções nas mesmas áreas, para todos os painéis, permitirá que os usuários encontrem recursos de maneira rápida e fácil. Aplicar a mesma fonte, paleta de cores e estilo dará aos painéis uma aparência mais coesa.

Espaço em branco
Afalta de espaços em vazios entre objetos ou widgets deixará seu painel desordenado. Isso dificulta a distinção de quais informações são mais importantes e consequentemente a compreensão destes dados.

 

Visualizações

Ao visualizar métricas, não use várias visualizações apenas porque você pode. Escolha o melhor gráfico para retratar as informações com clareza. Abaixo algumas das melhores práticas para diferentes tipos de visualizações:

  • Número + Stat Secundário – Para exibir uma única medida
  • Gráficos de barras – Mostrando dados em uma série relacionada de pontos de dados
  • Gráficos de linhas – mostrando a relação dos dados na mesma série de pontos de dados
  • Sparklines – Para exibir uma tendência para um único ponto de dados
  • Bullet Graphs – Para exibir vários pontos de dados em um pequeno espaço
  • Gráficos de pizza – somente quando a soma das partes é igual a 100%

Quer aprender mais sobre como criar dashboards ou painéis eficazes? A Tenbu pode te ajudar a definir a melhor estratégia para construir painéis relevantes para cada público a ser atingido.


Comentários: 0

Ainda não há comentários neste post. Seja você o primeiro a comentar!

Deixar um comentário