Desvendando as Barreiras dos Dados

barreiras-dados

A forma de entender mercados e empresas vem mudando rapidamente hoje em dia, principalmente com os inúmeros avanços no uso de dados e em tecnologias de ponta, como Analytics e Inteligência Artificial. A cultura Data Driven está sendo cada vez mais valorizada e efetiva na criação de estratégias eficientes, porém muitas empresas ainda estão aprendendo o que isso realmente significa.

Sendo um conceito emergente, é compreensível que seu entendimento seja um pouco mais complexo. Toda empresa que analisa a possibilidade de se tornar Data Driven se mostra exaltada pelo potencial analítico das informações e sua rentabilidade quando atribuídos aos negócios. Entretanto, os líderes muitas vezes não conseguem enxergar que é uma jornada a ser percorrida pela empresa inteira; não é à toa que denominamos “cultura”, pois ela transforma a essência do negócio, os processos e como os colaboradores atua no dia a dia.

Os custos para o uso de dados devem ser olhados como investimentos estratégicos para melhoria das ações corporativas. É necessário formatação intensa de históricos inutilizados e alinhamento aos novos, para que possibilitem a criação de escopos estratégicos eficientes. Cerca de 80% de toda a ação voltada à analise de dados é gasta na descoberta, preparação e conversão dos dados em informações. A função implica na utilização de softwares compatíveis para o devido tratamento e sua garantia de usabilidade estratégica.

Essa proporção de trabalho tende a se manter por algum tempo, mas é analisado que os 80% empregados no tratamento de dados podem falhar em decorrência de Data Silos, que funcionam como ilhas isoladas de dados onde as informações não conseguem ser extraídas para uso, inabilitando todo o projeto. Data Silos podem ocorrer por algumas razões:

Estrutura

Os softwares das aplicações não podem trabalhar de maneira separada para um grupo ou departamento em particular. As ações devem ser otimizadas em conjunto a vários departamentos, para melhor aproveitamento estratégico. Desta maneira, a tendência natural é desestimular ações equivocadas e singulares. É necessário também unificar as diversas lideranças e momentos da empresa, uniformizando as ações.

Sentimento de Propriedade

Dados não são neutros e devem ser interpretados com conhecimento histórico centrado em cada realidade, avaliando o contexto e ambientes empregados. Os departamentos precisam entender que a troca de informações através de dados é necessária para o crescimento amplo, e o senso de propriedade dessas informações pode agir contra os interesses da organização como um todo.

Falta de Conexão Entre Tecnologia e Empresa

Os fornecedores de soluções para melhor uso das informações são os primeiros a entenderem o poder dos dados, mas suas estratégias costumam ser pautadas nas especificações de seus produtos e continuidade da plataforma, não na realidade de cada negócio. Essa situação é particularmente perigosa, pois pode afastar a tecnologia adquirida do atual cenário da empresa.

Para alcançar altos patamares e explorar o potencial das informações descobertas através da análise de dados, é preciso entender e estudar o impacto causado por Data Silos, de modo a trabalhar na eliminação progressiva dessas barreiras. O objetivo em adotar como estratégia o uso de dados avançados deve ser sempre o de orientar a empresa a partir de novas informações descobertas, para que não ocorram duvidas ou suposições em estratégias adotadas.

Começando a Jornada Data Driven de Forma Saudável

Infelizmente, construir uma estrutura de Analytics do zero é complexo. O processo não é simples e a atividade não consiste apenas em armazenar dados desorganizados em um sistema para obter respostas milagrosas através de tecnologias avançadas. Primeiramente, é necessário entender que cada empresa é única e que não adianta ter uma boa tecnologia sem pessoas capacitadas para utilizá-la.

É imprescindível que os líderes entendam que a jornada Data Driven necessita de investimento e acompanhamento recorrente. Essa atenção é importante para que a perspectiva de novos ganhos não se corrompa em um amontoado de informações inconsistentes ou conflitantes, podendo atrasar os objetivos da empresa. Sua função efetiva é de elaborar possibilidades que extraiam o máximo valor de cada ação.

Antes de qualquer medida, preocupe-se em identificar as necessidades do negócio, seus problemas prioritários a serem resolvidos e benefícios realmente tangíveis. Avalie os dados de toda a organização e invista nesses casos primeiro; esta é uma maneira coesa de identificar oportunidades e impulsionar os investimentos subsequentes, alinhando integração a cada ação. Portanto, mova-se primeiro com a integração no foco principal!

No mundo digitalizado de hoje, a capacidade de utilizar dados de forma estratégica representa uma vantagem competitiva. O alcance da maturidade Data Driven implica em um trabalho legítimo a ser feito na formatação dos dados que a empresa já possui, sendo um objetivo estratégico que engloba todos os departamentos e, quando abordado adequadamente, levará ao desenvolvimento experiente e uma infraestrutura de dados ágil.

Compartilhar conteúdo