Pilares da Transformação Digital Que Redefinem Processos Organizacionais

pilares da transformação digital

Os pilares da transformação digital são essenciais para redefinir a cultura e os processos organizacionais a fim de preparar as empresas para os desafios desta era pós-digital e obter maior potencial de competitividade. Com tantas novas ferramentas e metodologias que se originam diariamente devido à transformação digital, aumentar a eficiência de investimentos e promover melhorias operacionais tornaram- se objetivos em comum entre a maioria das corporações. 

Esses fatores transformam o mercado pós-digital num ambiente acirrado, onde todas as empresas lutam por mais competitividade. Mas, se todo mundo aposta nos avanços da transformação digital, o que é preciso para se tornar competitivo e destacar perante a concorrência?  

Seja para o mercado B2C ou B2B, implantar uma cultura digital que tenha como objetivo a promoção da experiência do cliente é o que permite real crescimento organizacional. Neste conteúdo, vamos citar os pilares da transformação digital que colaboram com a redefinição de processos de empresas que precisam se encaixar aos novos desafios do mercado B2B nesta era totalmente digitalizada! 

Como a Transformação Digital Redefine Processos em Sua Empresa 


O que antes era totalmente exclusivo para grandes corporações, hoje é comum para empresas de todos os portes. A análise de dados, cloud computing, big data, aplicativos e dispositivos móveis já fazem parte do cotidiano das corporações. Atualmente, o grande dilema é saber como utilizar tantos facilitadores de maneira estratégica para ganhar competitividade e se destacar, sem abrir mão do compliance

A digitalização está gerando mudanças ágeis como nunca antes, não somente nos aspectos operacionais das empresas, mas também em suas finanças. Ambos os fatores precisam de atenção especial dos gestores, pois no cenário atual, são essenciais para a sobrevivência dos negócios. 

Mas como saber o que é preciso para se adequar? Um bom começo é utilizar os pilares da transformação digital nas empresas como diretrizes para a redefinição de processos. São eles: 

  • Experiência do cliente; 
  • Modelos de operação; 
  • Modelos de negócio. 

Experiência do cliente 


O primeiro passo é utilizar a digitalização como base para modificar/melhorar a experiência do cliente. Tudo começa com a coleta de informações para transformar dados brutos em inteligência de mercado a fim de compreender quem realmente é seu público e o que ele espera de uma empresa do mesmo segmento que a sua. 

Com essas informações em mãos, é possível otimizar a compreensão do comportamento de consumo e expectativas dos clientes para promover a marca e criar laços com o público, obtendo a fidelização. O principal objetivo deste pilar é digitalizar a experiência do cliente para facilitar a comunicação com o público e tornar o processo de vendas mais enxuto para a empresa e mais agradável para seus clientes. 

Este processo, muitas vezes, vai além da integração de tecnologias e pode demandar mudanças na forma de atuar dos gestores e demais profissionais dessa área. 

Modelos de Operação 


O segundo passo para redefinir processos organizacionais utilizando os pilares da transformação digital como diretrizes é a digitalização de processos para abrir novas oportunidades de modelos operacionais. Essa digitalização é o início de uma mudança interna que abrange todos os níveis de uma empresa, desde o colaborador que atua no recebimento de mercadorias/matéria prima, até os decisores do alto escalão.  

O principal objetivo da digitalização de processos é reduzir a necessidade de capital humano nas funções burocráticas para direcioná-lo em funções mais estratégicas, que demandam maior responsabilidade e ao mesmo tempo impactam nos resultados do negócio. Somando digitalização de processos, adequação das equipes e gerenciamento de desempenho de pessoas e processos, é possível potencializar as rotinas internas e promover melhores resultados

Modelos de Negócio 


O último dos pilares da transformação digital, que é tão relevante quanto os outros dois, é a redefinição do modelo de negócio. Isso não quer dizer que o modelo atual precisa ser substituído, mas sim digitalizado a fim de ampliar as possibilidades de atuação para o ambiente virtual e de aumentar o tamanho do público. 

Neste ponto, também é possível a introdução de produtos digitais que complementam os atuais, transmitindo que a empresa acompanha a evolução de seu segmento e oferece produtos complementares aos clientes para otimizar sua experiência de compra. 

Essa redefinição dos modelos de negócio e sua digitalização requer a substituição de práticas, novas rotinas organizacionais e ferramentas. E o resultado é maior eficiência e economia

Mercado B2B: O Que Muda Com a Transformação Digital 


Atualmente os consumidores são totalmente conectados e influenciados por diversos fatores. Essa realidade tornou os processos de vendas muito mais complexos que no mercado tradicional (B2C), onde as negociações já dependem muito da interação entre pessoas. 

No mercado B2B, os consumidores são ainda mais exigentes e muito bem informados sobre o que procuram, ofertas disponíveis na concorrência e quais touchpoints cada empresa pode oferecer. 

Por isso, nos negócios entre empresas, torna-se necessária a introdução de soluções digitais que promovam uma jornada de compra personalizada, adequada às características e realidade de cada empresa, e que permita acessar dados em tempo real, usando-os para obter maior assertividade

Isso ocorre, pois o atendimento padrão já é oferecido por todos e o nível de atendimento que o consumidor B2B espera é tão parecido quanto ao oferecido para consumidores B2C, tornando a entrega de uma melhor experiência do cliente em um item fundamental para sobreviver à alta competitividade do mercado B2B. 

Além disso, é primordial agilizar o fluxo de trabalho para reduzir custos e diminuir o tempo gasto nas rotinas. Afinal, vivemos na era do imediatismo e estar bem informado, com rotinas enxutas e equipes bem alocadas, se tornaram fatores cruciais para ganhar competitividade. Essa realidade traz à tona uma tríade extremamente importante para as empresas B2B:  

  • Automatização – apoio de softwares para ganhar agilidade e eficiência;  
  • Analytics – promoção da inteligência do negócio;  
  • Predição – práticas para prever cenários e se readequar às futuras mudanças, gerando previsibilidade e sustentabilidade. 


Colocando em Prática os Pilares da Transformação Digital 


Agora você sabe quais são os 3 pilares da transformação digital, quais mudanças cada um deles requer e como o mercado B2B mudou nos últimos anos. 

Para uma organização se transformar digitalmente e usufruir de todos os benefícios dos novos métodos e tecnologias, é indispensável contar com a expertise de empresas especializadas, que ofereçam uma jornada de transformação segura e direcionada por dados, como a Tenbu. Verifique toda nossa experiência na transformação digital das empresas com nossos Casos de Sucesso e de Uso

Para ir além dos pilares da transformação digital e entender o que é preciso para transformar efetivamente uma empresa e levá-la à realidade da era digital, leia nosso infográfico sobre Jornada Data Driven

ACESSAR INFOGRÁFICO 

Compartilhar conteúdo

jornada Data Driven

Business Analytics

Tenbu Self Services Analytics

Data Storytelling

Ciência de Dados

Modelos de Machine Learning

Machine Learning para Supply Chain

jornada Cloud Computing

Azure

AWS

IBM

Indústria inteligente

Eficiência Energética

Redução de falhas

Manutenção Preditiva

IoT

Governança de dados e LGPD

LGPD OneTrust

Visão Integrada de Produtos e Clientes